sábado, 28 de novembro de 2009

Noturno - Antero de Quental

Vincent Van Gogh - Noite estrelada

Me é agradável saber que Antero de Quental era meu tio-trisavô por parte de mãe e que Eric Maria Remark era meu tio-avô por parte de pai. Só não me é agradável constatar que não herdei deles, o talento para escrever! Isto posto, justifico não colocar nada de minha autoria hoje. Falta total de inspiração! Resolvi recorrer então, a um verso de Antero de Quental, do qual gosto muito:

Noturno


Espírito que passas, quando o vento

adormece no mar e surge a Lua,

filho esquivo da noite que flutua,

tu, só, entendes bem o meu tormento...
Como um canto longínquo - triste e lento -

que voga e sutilmente se insinua,

sobre o meu coração que tumultua,

tu vestes pouco a pouco o esquecimento...
A ti confio o sonho em que me leva

um instinto de luz, rompendo a treva,

buscando entre visões o eterno Bem.
E tu entendes o meu mal sem nome,

a febre de Ideal, que me consome,

tu, só, Gênio da Noite, e mais ninguém.


(ANTERO DE QUENTAL)

3 comentários:

.Leonardo B. disse...

[nem uma, nem cem... apenas sem palavras; dois dos meus "maiores" aqui bem juntos, pela sua mão... só tenho que permanecer quieto, em silêncio, a observar a beleza complexa nesta sua esplanada das letras]

um imenso abraço
deste lado do ribeiro atlântico

Leonardo B.

Érico Cordeiro disse...

Cara Cynthia,
Remarque foi (e ainda é) fundamental em minha vida. Aprendi muito sobre o pacifismo, a tolerância, a mizade e descobri que a insensatez da guerra é uma das pioress chagas da humanidade - tudo graças ao estupendo Nada de novo no front.
E Quental é maravilhoso:

"Era-te a vida um sonho, indefinido
E tênue, mas suave e transparente...
Acordaste... sorriste... e vagamente
Continuaste o sonho interrompido"

Que linhagem, hein moça!!! O talento tá no sangue - e você não nega as origens.
Abraços e, por favor, quando tiver um tempo, passa no blog jazz + bossa, dedicado à música, no endereço:
www.ericocordeiro.blogspot.com

Leo Cavalcante fotografia disse...

De onde vc tirou a idéia de que não herdou o talento para escrever? Escrever poemas, vc quer dizer? Seus textos estão impregnados da sua poesia, embora não revelem versos. Etsou aqui, num domingo desde as 7 horas, lendo seus posts e percebendo entre suas conclusões realistas, muitas pitadas e pitadas de sensibilidade.
Bj!

BlogBlogs.Com.Br
Copyright 2009 - Cynthia Kremer - All Rights Reserved